Procura-se anedota universal para estudo sobre humor

Cientista britânico deu início à “caça” da piada mais engraçada do mundo

05 setembro 2001
  |  Partilhar:

Encontrar a anedota que faça rir todo o mundo é o principal objectivo de um estudo iniciado pelo cientista britânico Richard Wiseman.
 

 

A ideia foi apresentada durante o Festival da Associação Britânica de Ciências, em Glasgow, Escócia, e pretende recolher, com a ajuda da Internet, dezenas de milhares de anedotas que serão sujeitas a uma rigorosa avaliação.
 

 

Para participar nesta gigantesca operação de caça à anedota é só entrar no site www.laughlab.co.uk e enviar a sua piada favorita, bem como pontuar as que já se encontram on-line.
 

 

Para o “pai” desta pesquisa, o objectivo é “tentar investigar a psicologia do humor. "Há anedotas que só fazem sentido num país, mas outras farão sentido em todo o mundo?", questiona o cientista.
 

 

Este é um bom tema para Wiseman, psicólogo da Universidade de Hertfordshire, acrescentar ao estudo sobre as diferenças do humor tendo como variantes a nacionalidade, idade e sexo.
 

 

Depois da escolha das anedotas mais engraçadas, os cientistas vão lê-las em voz alta para um grupo de pessoas e medir a actividade cerebral através de um exame de ressonância magnética.
 

 

Investigações anteriores sugerem que o lóbulo frontal direito do cérebro – parte envolvida no processo de raciocínios complexos – é o que controla o riso.
 

 

Wiseman acredita que a experiência pode revelar como funciona a psicologia do humor e as partes do cérebro envolvidas.
 

 

No entanto, este estudo tem algumas limitações: todas as piadas consideradas “picantes” ou ofensivas vão ser censuradas. Para quem goste de anedotas mais brejeiras, o estudo não terá piada nenhuma.
 

 

Paula Pedro Martins
 

 

MNI - Médicos Na Internet
 

 

Fonte: Laughlab e BBC
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.