Problemas oftalmológicos são crescentes nos bebés prematuros

Estudo publicado nos "Archives of Ophthalmology"

18 outubro 2009
  |  Partilhar:

O aumento da sobrevivência de bebés pré-termo tem conduzido a um maior número de crianças com problemas de visão causados por um desenvolvimento anormal dos vasos sanguíneos da retina, sugere um estudo publicado nos “Archives of Ophthalmology”.

 

A retinopatia da prematuridade, ou seja, o desenvolvimento incompleto da vascularização da retina nos bebés que nascem prematuramente, pode causar a destruição da estrutura do globo ocular e transformar-se, assim, numa causa importante da cegueira infantil a nível mundial.

 

De forma a estudar qual a incidência da retinopatia da prematuridade em bebés pré-termo, os investigadores da Uppsala University Hospital, na Suécia, e da Trondheim University Hospital, na Noruega, contaram com a participação de 707 bebés nascidos entre 2004 e 2007 e com menos de 27 semanas de gestação. Os lactentes foram rastreados para a retinopatia da prematuridade cinco semanas após o nascimento, tendo sido tratados de acordo com as guidelines estabelecidas.

 

O estudo revelou que, dos 506 recém-nascidos que sobreviveram até ao primeiro exame oftalmológico, 368 (72,7%) desenvolveram retinopatia da prematuridade, dos quais 37,9% eram considerados casos pouco graves e 34,8% considerados graves.

 

A incidência da retinopatia da prematuridade desceu dos 100% em cinco bebés nascidos com 22 semanas de gestação para os 56% nos bebés nascidos com 26 semanas. Adicionalmente, também foi observado que o risco de retinopatia da prematuridade diminuiu 50% por cada semana adicional de idade gestacional.

 

Por outro lado, o estudo revelou que a idade gestacional é um factor de risco mais relevante para a retinopatia da prematuridade do que o peso à nascença.

 

Os bebés prematuros são especialmente vulneráveis e propensos a desenvolver diversas complicações de saúde. No entanto, de acordo com os autores deste estudo, o aumento observado da incidência de retinopatia da prematuridade deve-se ao facto de um cada vez maior número de bebés extremamente prematuros sobreviverem hoje em dia devido ao desenvolvimento e implementação de novas terapias e procedimentos de cuidados intensivos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.