Problemas de visão podem conduzir ao declínio das capacidades físicas e cognitivas

Estudo publicado no “Journal of the American Geriatrics Society”

26 dezembro 2016
  |  Partilhar:
Os problemas de visão, que afetam cerca de 65% dos adultos com 50 anos podem conduzir a um declínio físico e afetar a função cognitiva dos idosos, sugere um estudo publicado no “Journal of the American Geriatrics Society”.
 
Para o estudo, os investigadores da Universidade de Hamburgo, na Alemanha e de outros institutos alemães contaram com a participação de 2.394 adultos com idades compreendidas entre os 77 e os 101 anos para averiguar como os problemas de visão afetavam as capacidades físicas e cognitivas.
 
Os participantes foram entrevistados a cada 18 meses, entre 2003 e 2012, tendo sido questionados relativamente à frequência com que praticavam exercício e que tipo de atividades realizavam, incluindo ciclismo, caminhadas, natação, ginástica ou jardinagem.
 
Os investigadores fizeram também questões relativamente à frequência com que os indivíduos liam, escreviam, faziam palavras cruzadas, treinavam a memória, jogavam cartas ou se participavam em jogos de tabuleiro, xadrez e com que frequência se envolviam em atividades sociais.
 
Os participantes foram convidados a avaliar a sua deficiência visual numa escala que incluía: sem comprometimento, comprometimento ligeiro ou deficiência grave ou profunda. Os investigadores também questionaram se os participantes tinham condições crónicas, como diabetes ou acidente vascular cerebral, e quão graves estas eram.
 
Durante a segunda ronda de entrevistas, 36 meses após o início do estudo, a maioria dos participantes era do sexo feminino com uma média de 82 anos. A maioria dos indivíduos eram solteiros, viúvos ou divorciados e viviam sozinhos. Cerca de 80% dos participantes não apresentavam deficiências visuais.
 
Contudo, após a segunda ronda de entrevistas, verificou-se que os problemas de visão aumentaram ao longo do tempo e a frequência das atividades físicas e mentais dos participantes diminuiu, especialmente atividades como ciclismo, caminhadas, ginástica e jardinagem. A leitura, bem como a resolução de palavras cruzadas também diminui à medida que os problemas de visão se agravaram. 
 
Os investigadores concluíram assim que quando a visão dos idosos diminui acentuadamente, a participação em atividades físicas e mentais também diminui. Uma vez que a maioria da perda de visão é evitável, a adoção de estratégias para adiar a perda de visão também pode ajudar a retardar o declínio físico e mental nos idosos.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar