Problemas de sono sub-diagnosticados em crianças e adolescentes

Estudo apresentado no congresso "Sleep 2009"

17 junho 2009
  |  Partilhar:

Os problemas de sono vividos por crianças e adolescentes são sub-diagnosticados, revela um estudo do Sleep Center at the Children's Hospital of Philadelphia, apresentado no congresso “Sleep 2009”, realizado nos EUA.

 

O estudo, que reuniu dados de cerca de 155 mil pacientes, com idades dos zero até aos 18 anos, atendidos por 32 pediatras, revela que menos de 4% dos pacientes foram diagnosticados com um distúrbio de sono.

 

Os diagnósticos mais comuns foram: "não especificados" (1,42%), “xi-xi na cama” (1,24%), apneia durante o sono (1,04%) e insónia (0,05%).

 

Segundo a líder da investigação, Lisa Meltzer, citada pelo sítio “Healthfinder”, é curioso que a taxa de diagnóstico revelada por este estudo esteja tão distante da prevalência de problemas de sono em crianças que é referida em vários estudos epidemiológicos.

 

“Os problemas de sono são abordados nas consultas médicas realizadas a crianças, mas não a adolescentes, o que resulta num sub-diagnóstico”.

 

Por isso, a especialista recomenda aos pediatras que questionem as crianças e os adolescentes sobre os seus hábitos de sono. “As crianças que ressonam, que têm dificuldades em adormecer ou acordar de manhã ou ainda que adormecem na sala de aula devem ser avaliadas para distúrbios do sono”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.