Probióticos podem fazer baixar a pressão arterial

Estudo publicado na revista “Hypertension”

31 julho 2014
  |  Partilhar:

O consumo de probióticos pode promover a redução dos níveis de pressão arterial, aponta um novo estudo australiano.
 

Os probióticos são definidos pela Organização Mundial de Saúde como “organismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefício à saúde do hospedeiro”. Estes micro-organismos podem ser também encontrados em certos alimentos como o iogurte com culturas vivas, queijos envelhecidos e legumes fermentados.
 

Estudos anteriores tinham demonstrado que os probióticos ajudam a função digestiva e intestinal, bem como oferecem proteção contra bactérias nocivas.
 

Os investigadores participantes neste estudo estão convictos que o consumo de alimentos ricos nestes micro-organismos, bem como de suplementos alimentares, poderá, adicionalmente, ajudar a baixar a pressão arterial.
 

Para o estudo, a equipa liderada por Jing Sun, do Griffith Health Institute e Escola de Medicina na Universidade de Griffith, na Austrália, procedeu à análise de nove estudos que avaliavam o consumo de probióticos em 543 adultos com pressão arterial normal ou elevada. A pressão arterial elevada é definida como sendo igual ou superior a 130/85 mmHg.
 

Foi determinado que os participantes que tinham consumido probióticos numa base diária durante 8 ou mais semanas apresentavam uma pressão arterial sistólica  3.5 mmHg inferior e uma pressão arterial diastólica 2.38 mmHg inferior em comparação com quem não consumia probióticos.
 

Os efeitos benéficos dos probióticos eram mais evidentes nos participantes que tinham pressão arterial mais elevada e no consumo de produtos com probióticos com múltiplas bactérias. No entanto, o consumo de probióticos com menos de 109 unidades formadoras de colónias (UFC) ou o consumo de probióticos por um período inferior a 8 semanas não exerciam benefícios sobre a pressão arterial.
 

A autora principal do estudo explica que esta redução dos níveis de pressão arterial pelo consumo de probióticos poderá dever-se ao facto de estes micro-organismos promoverem a redução do colesterol, baixando os níveis de açúcar e a resistência à insulina, ajudando assim a regular o sistema hormonal que gere o equilíbrio dos fluídos e pressão arterial.
 

Sendo assim, a autora afirma que os estudos submetidos a análise sugerem que o consumo de probióticos pode ajudar a promover um estilo de vida saudável, através da manutenção de níveis de pressão arterial saudáveis.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.