Probióticos encurtam episódios de diarreia

Estudo publicado no "The Cochrane Library"

16 novembro 2010
  |  Partilhar:

As bactérias probióticas usadas como terapêutica para a diarreia reduz o tempo da doença e diminui a possibilidade de episódios continuem por mais de quatro dias, de acordo com um estudo da Universidade de Swansea, no Reino Unido, publicado no "The Cochrane Library".

 

A diarreia mata anualmente cerca de dois milhões de pessoas nos países em desenvolvimento, a maioria crianças pequenas. O principal tratamento baseia-se na re-hidratação oral, mas este não costuma encurtar a duração da doença, que é crucial para reduzir o risco de diarreia persistente.

 

Os probióticos, as chamadas "bactérias boas" podem ajudar de várias maneiras, incluindo a eliminação de bactérias, vírus ou parasitas responsáveis por competir, por exemplo, com os mesmos nutrientes.

 

Neste estudo, os investigadores analisaram dados de 63 estudos que envolveram um total de 8.014 pacientes, sendo que 56 desses estudos estavam centrados em bebés e crianças pequenas. A administração de probióticos, em conjunto com a re-hidratação reduziu a duração da diarreia em cerca de um dia e reduziu o risco de diarreia, com uma duração de quatro dias ou mais, em 59%. Nos estudos não foram relatados efeitos secundários e, embora o vómito fosse comum, também ocorreu no grupo que recebeu apenas placebo.

 

"Uma descoberta surpreendente desta análise é que a maioria dos estudos relatou que os probióticos reduziam a diarreia. O efeito benéfico era consistente e significativo em muitos tipos diferentes de estudo", explicou o autor do estudo, Stephen Allen, em comunicado enviado à imprensa, acrescentando que, uma vez não terem sido registados efeitos secundários, estas terapias podem ser utilizadas com segurança, em conjunto com a re-hidratação oral. "No entanto, são necessários mais estudos sobre as estirpes específicas de bactérias que são eficazes no tratamento da diarreia e da prevenção da progressão para diarreia persistente", prossegue Allen.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.