Primeiro manual para disléxicos à venda em Portugal

Professoras lançam primeiros volumes do Silabário

23 março 2005
  |  Partilhar:

 

 

 

Já estão à venda em Portugal os dois primeiros volumes do Silabário, uma obra destinada a apoiar a aprendizagem de crianças com dislexia - dificuldades de aprendizagem da leitura e da escrita. Um problema que afecta cerca de dez por cento das crianças portuguesas em idade escolar.
 

 

O Silabário baseia-se num método criado por duas psicólogas educacionais, Paula Teles e Leonor Machado, elas próprias ex-disléxicas. A obra tem por base o método de ensino Distema, acrónimo de Dislexia, Teles e Machado. O Distema é inovador, já que é o primeiro do género em Portugal, embora já exista em outros países, como os EUA ou a Inglaterra.
 

 

O Distema é um método de ensino da leitura e escrita multisensorial. «Simultaneamente, a criança activa todos os sentidos - ouve, vê e faz o gesto identificador de cada fonema, porque o problema da dislexia é um défice fonológico», explica Paula Teles, acrescentando que «ao utilizar os vários circuitos neurológicos a criança memoriza mais facilmente».
 

 

No próximo mês serão lançados novos volumes do Silabário (que terá no mínimo 12 volumes) dedicados a etapas mais complexas da aprendizagem, prevendo-se que a obra, no seu conjunto, venha a ter pelo menos doze volumes. Os dois primeiros volumes custam 28 euros.
 

 

Fonte: Público
 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.