Primeiro cigarro logo após acordar aumenta risco de cancro

Estudo publicado na revista “Cancer”

11 agosto 2011
  |  Partilhar:

Os fumadores que tendem a acender o seu primeiro cigarro após acordar estão em maior risco de desenvolver cancro do pulmão, da cabeça e do pescoço que os fumadores que aguardam mais tempo, segundo assinalam dois novos estudos publicados na edição online da revista “Cancer”, cujos resultados poderiam ajudar a identificar os fumadores que correm um risco particularmente elevado de desenvolver doenças oncológicas e ajudá-los com intervenções direccionadas.

 

A equipa liderada por Josué Muscat, investigador da Penn State College of Medicine, em Hershey, EUA, investigou se a dependência da nicotina, definida como o tempo que um fumador espera para acender o seu primeiro cigarro após acordar, afecta o risco enfrentado de essas pessoas sofrerem de cancro do pulmão, da cabeça e do pescoço, independentemente da frequência com que fuma e durante quanto tempo.

 

Os investigadores analisaram 4.775 casos de cancro do pulmão e 2.835 pacientes pertencentes a um grupo de controlo, todos fumadores. Comparados com os indivíduos que fumavam mais de uma hora após se levantarem da cama, as pessoas que consumiram o primeiro cigarro entre 31 e 60 minutos após o despertar apresentaram 1,31 vezes mais hipóteses de desenvolver cancro do pulmão. Os que fumavam logo após os 30 minutos depois de acordar foram 1,79 mais propensos a sofrer da doença.

 

Também verificaram que 1.055 pacientes com cancro da cabeça e do pescoço e 795 pacientes no grupo de controlo, todos apresentavam história de tabagismo. Comparando os indivíduos que fumavam mais de uma hora depois de acordar, os que fumavam entre 31 e 60 minutos foram 1,42 vezes mais propensos a desenvolver cancro da cabeça e do pescoço e os que fumavam na meia hora após o despertar foram 1,59 vezes mais propensos a sofrer desses tumores.

 

Esses dados indicam que a necessidade de fumar logo após acordar pode aumentar a probabilidade de desenvolver cancro. De acordo com o líder da investigação, em comunicado de imprensa, "esses fumadores têm níveis mais elevados de nicotina e, possivelmente, de outras toxinas do tabaco no seu organismo e podem ser mais viciados do que os fumadores que esperam meia hora ou mais para acender o seu primeiro cigarro do dia."

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.