Primeiro adesivo transdérmico contra depressões à venda nos EUA

FDA autoriza comercialização

06 março 2006
  |  Partilhar:

 

A Food and Drug Administration (FDA) aprovou na semana passada a comercialização do primeiro selo adesivo transdérmico para tratar a depressão.
 

 

O adesivo, com a designação de Emsam, liberta selegilina, uma substância que tinha sido autorizada pela FDA em 1989 sob a forma de comprimidos no quadro terapêutico da doença de Parkinson. A selegilina é igualmente receitada para tratar as pessoas que sofrem de depressões e em quem os antidepressivos mais comuns (Prozac, Zoloft e Paxil) não têm qualquer eficácia.
 

 

O adesivo Emsam "revelou-se seguro e eficaz no tratamento de depressões graves em ensaios clínicos de seis a oito semanas, bem como nos testes em prazo mais longo", sublinha a FDA.
 

 

Na sua dosagem mais fraca (6 miligramas de selegilina para 24 horas) o selo adesivo não obriga a alterações no regime alimentar do doente. No entanto, para as dosagens mais fortes (9 e 12 miligramas), a FDA recomenda que seja evitado o consumo de determinados alimentos e bebidas, como os queijos fermentados ou o vinho, que podem provocar efeitos secundários. A única reacção até agora observada nos tratamentos durante os ensaios foi o aparecimento de vermelhidão na pele quando se retira o selo adesivo.
 

 

Fonte: Lusa
 

Médicos na Internet
 

 

 

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.