Primeira morte em Portugal por gripe A

Emigrante português morreu no Hospital de Santo António

27 setembro 2009
  |  Partilhar:

Um português de 41 anos, emigrante em França, foi a primeira vítima da gripe A no nosso país. Um comunicado da ministra da Saúde, Ana Jorge, deu conta do falecimento deste homem, na manhã do dia 23 de Setembro, no Hospital de Santo Hospital, no Porto, onde esteve internado desde o início deste mês.

 

A assessoria de imprensa do Ministério da Saúde anunciou que o emigrante morreu com o vírus da gripe A, mas não devido à doença. O seu quadro clínico já era muito grave na altura em que deu entrada naquele hospital, no dia 3 de Setembro.

 

O emigrante tinha feito um transplante renal há 14 anos e estava em processo de rejeição do rim. Tinha vindo passar férias a Portugal, depois de ter estado internado numa unidade de saúde em França e de ter pedido alta para viajar para o nosso país. Quando foi admitido no Santo António tinha uma infecção bacteriana a nível abdominal e pneumonia e, de acordo com a ministra Ana Jorge, a sua situação clínica era “grave com falência de vários órgãos”.

 

O Hospital de Santo António só soube que o doente tinha contraído gripe A no dia 15 de Setembro, depois de terem sido detectados dois casos de infecção pelo vírus H1N1 no serviço onde ele se encontrava e de terem sido efectuadas análises a todos os doentes ali internados.

 

De acordo com o director clínico do hospital, Paulo Barbosa, não é sequer claro que a gripe A tenha sido um factor precipitante da morte deste doente. O seu quadro clínico “nunca foi sugestivo de gripe A” afirmou Paulo Barbosa, que acrescentou ainda que “o doente faleceu de uma infecção bacteriana disseminada, tecnicamente chamada sépsis, e não de gripe A”.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.