Primeira bebé-proveta francesa tem 20 anos

Jovem revela a sua identidade

25 fevereiro 2002
  |  Partilhar:

Amandine, a primeira bebé-proveta francesa, gerada por fecundação in vitro há 20 anos, saiu do anonimato que a protegeu depois do seu nascimento e apareceu ontem com a cara descoberta no Jornal de Domingo.
 

 

Até agora existiam da menina apenas fotos discretas tiradas algumas horas após o nascimento e reveladas pelos "pais" da técnica, o biologista Jacques Testart, o obstectra René Frydman e o chefe de serviço Emile Papiernik.
 

 

Hoje, a estudante de ciências explica a sua aparição pela vontade de se libertar de um anonimato que a protegia, mas que fazia dela um "ser particular". Actualmente, "sinto-me capaz de conduzir a minha história e o meu destino". Amandine contou ainda que os pais muito cedo lhe explicaram a forma como foi gerada, o que a fez aceitar a situação naturalmente. Vive com os pais, dá cursos de alfabetização e dedica os tempos livres à música, ao piano e ao voleibol. Sonha desenvolver acções humanitárias.
 

 

Apesar de não ser contra esta técnica de fertilização, pensa, no entanto, "não se dever fazer crianças a qualquer preço". Amandine foi a segunda "bebé proveta" no mundo, depois de Louise Brown, nascida a 25 de Junho de 1978, na Grã-Bretanha.
 

 

Fonte: Diário de Notícias
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.