Primeira anestesia realizada à distância

Máquina desenvolvida por investigadores da McGill University

15 setembro 2010
  |  Partilhar:

A primeira anestesia realizada no mundo por videoconferência foi feita num paciente em Pisa, Itália, tendo os fármacos sido injectados por um sistema automático. Este procedimento foi conduzido por médicos da McGill University, no Canadá. A intervenção foi realizada a 30 de Agosto, mas só foi divulgada esta semana pela imprensa internacional. O paciente estava a ser preparado para uma cirurgia à tiróide.

 

A ʺteleanestesiaʺ reuniu especialistas da área de anestesia e engenheiros informáticos, liderados por Thomas Hemmerling, do Departamento de Anestesiologia da universidade. A máquina computadorizada, e controlada à distância pelos médicos canadianos, pode administrar três fármacos que são os comummente usados para sedar os pacientes, controlar a dor e relaxar os músculos para a cirurgia. É possível calcular a dose certa necessária para cada paciente e monitorizar a resposta do paciente durante toda a cirurgia.

 

De acordo com os cientistas, a máquina não irá substituir o anestesista na sala de cirurgia, mas tornará o trabalho mais fácil, além de ser uma alternativa para a execução de cirurgias em áreas remotas. A máquina, que demorou cinco anos a ser desenvolvida, já foi testada durante sete operações, mas necessita de muitos mais testes para obter a certificação das autoridades de saúde.

 

Os médicos da McGill University vão agora estudar a possibilidade de realizarem consultas pré-operatórias sem que os pacientes tenham de sair de casa, evitando custos económicos acrescidos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 4
Comentários 0 Comentar