Pressão sanguínea é mais elevada em trabalhadores sujeitos ao stress

Stress no trabalho deveria ser adicionado à lista de factores de risco de doenças cardivasculares

16 agosto 2001
  |  Partilhar:

Novas descobertas levantam fortes evidências de que os factores indutores de stress no trabalho, tais como longos períodos de actividade, baixa remuneração ritmo alucinante de trabalho podem aumentar os riscos de aparecimento de doenças cardíacas devido ao aumento da pressão sanguínea.
 

 

De acordo com uma equipa de investigação francesa, liderada por Jean Pierre Fauvel do Hôpital E. Herriot em Lyon, as pessoas que sentem que o seu trabalho é stressante, quer sejam secretárias, médicos, professores, engenheiros, cirurgiões, etc., têm a pressão sanguínea mais elevada do que os trabalhadores que não sentem o stress no trabalho. Assim, estes investigadores sugerem que a percepção de stress no trabalho seja considerada como um factor de risco para o aparecimento de doenças cardiovasculares resultantes da hipertensão.
 

 

Além do stress, o estudo realça outros factores de risco para o aumento da pressão sanguínea e que já são sobejamente conhecidos: tabaco, álcool, ingestão de sal, e obesidade.
 

 

Assim, hábitos que (aparentemente) diminuem os efeitos do stress como fumar ou “ir beber um copo” em vez de reduzirem os seus efeitos potenciam as suas consequências. Em vez disso faça alterações no seu local de trabalho, quer seja no seu espaço ou na sua rotina, e utilize técnicas para dar a volta ao problema tais como a prática de exercício físico, o yoga
 

 

Joaquina Pereira
 

MNI – Médicos na Internet
 

 

Fonte: WebMD

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.