Pressão arterial elevada afecta leitura das emoções

Estudo publicado na revista “Psychosomatic Medicine”

15 novembro 2011
  |  Partilhar:

A capacidade de reconhecer o conteúdo emocional nos rostos e nos textos está ligada a pressão arterial, segundo refere um estudo publicado na revista “Psychosomatic Medicine”.

 

No estudo, recentemente publicado no sítio da Universidade de Clemson, EUA, a equipa liderada pelo professor de psicologia James A. McCubbin mostrou que as pessoas com pressão arterial mais elevada (hipertensão) têm reduzida a capacidade de reconhecer a raiva, o medo, os rostos tristes e felizes e passagens de texto.

 

"É como viver no mundo virtual dos e-mails, sem faces sorridentes", disse McCubbin, em comunicado de imprensa. "Colocamos os “smiles” nos e-mails para mostrar quando estamos apenas a brincar. Caso contrário, algumas pessoas podem interpretar mal o nosso humor e ficarem irritadas."

 

Algumas pessoas têm o que McCubbin chama de "entorpecimento emocional" que pode levá-los a responder de forma inadequada à raiva ou a outras emoções.

 

Para o novo estudo, os investigadores solicitaram a 106 indivíduos, com uma média de idade de 53 anos, para que avaliassem as expressões emocionais em rostos e frases utilizando um medidor especial denominado Teste de Percepção de Afecto. A pressão arterial e outros factores cardíacos foram medidos continuamente durante o teste. Após o controlo para a medicação, índice de massa corporal e estado mental, as pessoas com pressão alta obtiveram piores resultados na capacidade de reconhecer emoções.

 

Os cientistas suspeitam que a hipertensão arterial e o “entorpecimento emocional” possam estar relacionadas com as mudanças subtis na função cerebral. Os fármacos para reduzir a pressão arterial podem ajudar na recuperação da leitura emocional, mas não logo no início do tratamento.

 

Em comunicado, McCubbin disse acreditar que a ligação entre o entorpecimento das emoções e a pressão arterial possa estar envolvido no desenvolvimento da hipertensão arterial e no risco de doença cardíaca coronária, a maior causa de morte nos EUA, enquanto o “entorpecimento emocional” também pode estar envolvido nos distúrbios emocionais, tais como distúrbio bipolar e depressão.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.