Prémio Pfizer 2001 distingue investigação sobre resistência antifúngica
23 novembro 2001
  |  Partilhar:

O Prémio Pfizer de Investigação 2001 distingue o trabalho sobre Resistência ao Fluconazol por efluxo e sua reversão farmacológica, realizado por um conjunto de investigadores do Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto.
 

 

Neste trabalho, os investigadores Cidália Pina-Vaz, Acácio Gonçalves Rodrigues, Sofia Costa-de-Oliveira e Christina Tavares, do Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto, analisaram o aumento das resistências ao fluconazol, um antifúngico usado no tratamento das infecções por fungos do género Candida, particularmente frequente em doentes imunodeprimidos. Partindo da grande similitude em diversos aspectos fisiológicos entre a célula humana e a célula fúngica, esta equipa ensaiou alguns compostos, designados por “moduladores”, tais como verapamil, b estradiol, progesterona e ibuprofeno na reversão da resistência de Candida ao fluconazol.
 

 

A reversão verificou-se na maioria das estirpes podendo a curto prazo alguns destes compostos ter aplicação terapêutica nos casos de resistência ao fluconazol, abrindo-se deste modo novas perspectivas terapêuticas para este fármaco.
 

 

O trabalho galardoado com o 2º Prémio Pfizer teve como tema o Efeito Inotrópico Positivo do Piruvato – Acção Citosólica e Implicações na Protecção Metabólica do Coração, e foi realizado pelos investigadores Roberto Roncon-Albuquerque Jr., Miguel Guerra e Paulo Chaves, do Serviço de Fisiologia da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Neste estudo ficou demonstrado que o piruvato, um produto intermediário do metabolismo glicídico cujas concentrações estão aumentadas durante a isquemia do miocárdio, pode ter aplicação clínica, nomeadamente, na recuperação da função miocárdica num contexto de insuficiência cardíaca aguda ou na protecção do miocárdio durante a cirurgia cardíaca.
 

 

Na categoria de Jovens Investigadores, o Prémio Pfizer foi atribuído ao trabalho Metaplasia de Barrett e Adenocarcinoma associado – Estudo imunocitoquímico da expressão dos antigénios simples de Mucinas (TN, STN e T), de Sérgio Pereira, Nuno Alves e Raquel Marta, do Serviço Universitário de Anatomia Patológica, da Faculdade de Ciências Médicas de Lisboa.
 

 

 

 

 

 

Os Prémios Pfizer são atribuídos pelos Laboratórios Pfizer e pela Sociedade das Ciências Médicas há mais de 40 anos e são considerados como a mais prestigiada distinção no contexto da comunidade médica portuguesa. Criados com o objectivo de promover a investigação em todas as áreas da medicina, eles representam o reconhecimento daquilo que de melhor se faz neste campo em Portugal.
 

 

Este ano o valor dos Prémios Pfizer foi, respectivamente, de 2 milhões de escudos para o 1º Prémio, 1 milhão para o 2º e 2 milhões para o Prémio dos Jovens Investigadores.
 

 

Foi do catedrático Xavier Morato, então Presidente da Sociedade das Ciências Médicas de Lisboa que partiu, em 1959, que partiu a proposta de instituir um prémio anual como meio de estimular e desenvolver a investigação médica em Portugal. Desde então, os Laboratórios Pfizer garantem a atribuição anual deste prémio, que para a empresa corresponde ao cumprimento de um dos seus principais objectivos: o de estimular a investigação. Ao longo dos anos, os Prémios Pfizer já distinguiram algumas das personalidades mais prestigiadas da comunidade médica portuguesa.
 

 

De forma a garantir a imparcialidade na atribuição dos prémios, o júri, composto por cinco elementos, é escolhido pela Sociedade das Ciências Médicas de Lisboa, representando um padrão de excelência consubstanciado nos critérios de rigor, objectividade e independência dos membros do júri.
 

 

MNI - Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.