Prémio Nobel da Medicina 2007

Distinguidos norte-americanos que desenvolveram ratinhos transgénicos

08 outubro 2007
  |  Partilhar:

 

O Prémio Nobel da Medicina 2007 foi segunda-feira atribuído a dois norte-americanos e um britânico pela criação de ratinhos transgénicos que permitiram abrir um novo horizonte na investigação de doenças como o Alzheimer ou o Cancro.
 

 

Os norte-americanos Mario Capecchi e Oliver Smithies e o britânico Martin Evans, cujos trabalhos de investigação foram desenvolvidos separadamente, permitiram descobrir como manipular geneticamente células embrionárias de ratinhos, indicou o comité Nobel em comunicado.
 

 

Os cientistas descobriram como neutralizar um gene, técnica essencial no domínio terapêutico que é reconhecida como a base da biomedicina do século XXI.
 

 

Pelo segundo ano consecutivo, o Nobel da Medicina foi atribuído a uma descoberta na área da Genética: em 2006, os americanos Andrew Fire e Craig Mello foram galardoados pela descoberta de um mecanismo natural de bloqueio dos genes que permite lutar contra agentes infecto-contagiosos.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.