Prémio Lasker distingue trabalhos de investigação médica...

...descobridores das células estaminais e das impressões digitais genéticas

26 setembro 2005
  |  Partilhar:

 

 

O Prémio Lasker de Medicina de 2005 reconheceu este ano dois trabalhos que se revelaram fundamentais para a medicina moderna. O prémio de investigação médica fundamental foi para a dupla, composta pelo hematologista Ernest McCulloch e o biofísico James Till, do Ontario Cancer Institute, no Canadá, os quais, na década de 60, sem querer, descobriram a primeira célula estaminal do sangue.
 

 

O prémio de investigação médica clínica foi para Edwin Southern, da Oxford University, Reino Unido, o inventor de uma técnica que hoje é conhecida pelo seu apelido e que possibilitou a identificação dos genes, e para Alec Jeffreys, da Leicester University, Reino Unido, considerado o pai das impressões digitais genéticas.
 

 

Além dos dois prémios de investigação médica, a Fundação Albert e Mary Lasker atribui todos os anos um prémio de serviço público: este ano reconheceu o trabalho de Nancy Brinker, que lançou a Fundação Susan G. Komen, dedicada à investigação de terapias contra o cancro da mama e à sensibilização do público para esta doença. Cada categoria é premiada com 25 mil dólares (20.500 euros).
 

 

Fonte: Público
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.