Prémio LabMed para a Universidade do Porto

Cientistas dão avanços no estudo da doença do pezinho

05 maio 2005
  |  Partilhar:

 

 

 

O Prémio LabMed 2004, no valor de onze mil euros, foi atribuído a investigadores do Instituto de Biologia Molecular e Celular (IBMC) e do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, ambos da Universidade do Porto.
 

 

A investigação, na área da genética molecular, «abre boas perspectivas para o conhecimento da Paramiloidose familiar-tipo Corino de Andrade», vulgarmente conhecida como «doença dos pezinhos», explicou à Agência Lusa, o professor Pina Cabral, membro do júri, sem direito a voto, em representação do LabMed.
 

 

A equipa de investigadores, constituída por Mónica Mendes Sousa, José Barbas do Amaral, António Magalhães e Maria João Saraiva, foi distinguida pelo trabalho «Up-regulation of the extracellular matrix remodeling genes, biglycan, neutrophil gelatinase-associated lipocalin and matrix metalloproteinase-9 in familial amyloid polyneuropathy».
 

 

A mesma investigação foi, em Janeiro deste ano, publicada, com honras de capa, no «The FASEB Jornal», publicação científica da Federation of American Societies for Experimental Biology.
 

 

Nas duas últimas edições do Premio LabMed foram contemplados investigadores do Instituto de Patologia e Imunologia também da Universidade do Porto (IPATIMUP). Na edição deste ano foram ainda entregues duas menções honrosas, no valor de 2.500 e 1.500 euros.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.