Prémio de Jornalismo 2002 «Em Nome da Vida / Maria Augusta Silva»

Liga Portuguesa Contra o Cancro apresenta regulamento do concurso

19 novembro 2002
  |  Partilhar:

A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) decidiu galardoar anualmente os jornalistas portugueses que se distingam na realização de trabalhos sobre o cancro, denominado «Prémio de Jornalismo 2002 - Em Nome da Vida / Maria Augusta Silva». A iniciativa advém, segundo a LPCC, «da importância dos meios de comunicação no esclarecimento, divulgação e sensibilização da comunidade para as questões relacionadas com a doença oncológica».
 

 

O valor do prémio que conta com o apoio da Fundação Roche é de 7500 euros e ao mesmo poderão concorrer jornalistas profissionais da Imprensa escrita e digital, rádio e televisão que apresentem trabalhos entre Janeiro e Dezembro do corrente ano.
 

 

Ao instituir este prémio, a LPCC decidiu igualmente homenagear uma consagrada jornalista. «Na verdade, Maria Augusta Silva, com uma careira profissional de quatro décadas tem desenvolvido um trabalho marcante em diversas áreas da comunicação social, nomeadamente no âmbito da saúde e, em particular, na luta contra a doença oncológica, logo a partir da prevenção».
 

 

«Em nome da vida» é o título de um livro da autoria de Maria Augusta Silva que reúne uma grande reportagem subordinada ao tema «Cancro em Portugal», publicada pelo Diário de Notícias durante os meses de Outubro e Novembro de 1994. Esse trabalho teve larga repercussão na opinião pública e suscitou especial louvor por parte de doentes, assim como no seio das comunidades médica, paramédica e científica.
 

 

PRÉMIO DE JORNALISMO 2002
 

REGULAMENTO
 

 


 

 

O Prémio de Jornalismo «Em Nome da Vida/Maria Augusta Silva», com periodicidade anual, destina-se a galardoar os jornalistas portugueses que, pelos seus méritos profissionais, se tenham distinguido especialmente na realização de um trabalho jornalístico sobre o cancro.
 

 


 

 

Poderão participar todos os jornalistas de nacionalidade portuguesa, habilitados com o titulo profissional, que apresentem um ou mais trabalhos da sua autoria (no máximo de três), publicados em qualquer meio de Comunicação nacional, entre 1 de Janeiro e 31 de Dezembro do respectivo ano civil, e cujo tema seja a doença oncológica.
 

(Nota: O prémio entra em vigor e abrange já os trabalhos publicados em 2002. O prémio é patrocinado pela Fundação Roche.)
 

 


 

 

De cada trabalho publicado deverão ser enviados um exemplar original e seis cópias. Das realizações radiofónicas e televisivas deverão ser enviadas seis cassetes áudio ou vídeo.
 

 


 

 

Os trabalhos a concurso serão acompanhados do nome ou pseudónimo profissional, telefone e domicilio do autor, mencionando local, data e título das publicações ou emissões e enviados em correio registado ou em protocolo para:
 

Liga Portuguesa Contra o Cancro
 

Av. Columbano Bordalo Pinheiro, 57 – 3º Fte.
 

1070 – 061 Lisboa
 

 

O prazo limite para a entrega dos trabalhos termina a 6 de Fevereiro de cada ano. (Os trabalhos relativos a 2002 deverão ser apresentados até 6 de Fevereiro de 2003)
 

 


 

 

Terminado o prazo de entrega dos trabalhos, um Júri de 5 (cinco) elementos nomeados pela LPCC (a qual terá sempre um representante nesse júri) reunirá para apreciação e votação dos trabalhos a concurso.
 

 


 

 

Da deliberação do Júri, que poderá ser tomada por maioria simples, não haverá recurso.
 

 


 

 

O prémio tem o valor pecuniário de €7.500,00 (sete mil e quinhentos euros), sendo ainda entregue ao vencedor uma placa alusiva à distinção. Poderá ser atribuído por trabalho individual ou colectivo. O Júri poderá decidir atribuir o prémio «ex-aequo», repartindo equitativamente o seu valor.
 

 


 

 

O prémio será anunciado após a deliberação do Júri e entregue em cerimónia pública em data a designar pela LPCC. A não comparência dos premiados a esse acto implicará a perda dos prémios ganhos.
 

 


 

 

O autor do Prémio de Jornalismo «Em Nome da Vida/Maria Augusta Silva» autoriza a LPCC a usar o trabalho premiado para fins de divulgação da luta contra o cancro, sem fins lucrativos.
 

 

10º
 

 

Qualquer caso omisso no presente regulamento deverá ser analisado pela LPCC, como entidade promotora do Prémio de Jornalismo «Em Nome da Vida/Maria Augusta Silva».
 

 

 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.