Prémio Bluepharma para investigação sobre cirurgia da atrésia do esófago

Distinguida cientista da Universidade de Coimbra

04 março 2006
  |  Partilhar:

Maria Francelina Lopes, autora de uma tese de doutoramento sobre a cirurgia da atrésia de esófago, desenvolvida na Universidade de Coimbra, recebeu o galardão da terceira edição do Prémio Bluepharma/Universidade de Coimbra. A investigadora recorreu à aplicação pioneira, em Portugal, de uma técnica de alongamento esofágico (técnica de Foker), que preserva o esófago nativo em casos de extrema gravidade, sem necessidade de optar pela substituição do esófago por outros tecidos, tais como o cólon, com todos os inconvenientes que a mesma implicaria. Os resultados observados foram considerados excelentes. A médio prazo, as crianças sujeitas à cirurgia não apresentavam qualquer sintoma e tinham uma boa qualidade de vida. O tratamento cirúrgico da atrésia de hiato longo é um dos maiores desafios que se coloca à cirurgia pediátrica. A premiada é assistente graduada de cirurgia pediátrica do Hospital Pediátrico de Coimbra desde 1996, e membro de várias instituições nacionais e estrangeiras, que se dedicam a estudos cirúrgicos e de pediatria, nomeadamente a Academy of Surgical Research (EUA), o European Board in Pediatric Surgery, a Sociedade Portuguesa de Pediatria, e o Colégio de Especialidade de Cirurgia Pediátrica da Ordem dos Médicos. Médicos na Internet

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 2 Comentar

atresia de esofago sem fístula

atresia de esofago sem fístula

Dra. Maria Francelina boa noite,temos um filho de 3 anos que nasceu com atresia de esofago sem fístula,fez a segunda cirurgia suspendendo e estômago no IMIP-PE, deu errado,gostaria de falar com a sra.

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.