Prematuros apresentam maior propensão para problemas psiquiátricos

Estudo publicado na revista “Pediatrics”

12 janeiro 2009
  |  Partilhar:

As crianças prematuras apresentam um maior risco de problemas psiquiátricos que exigem a hospitalização na adolescência e na idade adulta, refere um estudo publicado na revista “Pediatrics”.
 

 

O estudo, liderado por Karolina Lindström e Anders Hjern, do Karolinska Institutet, na Suécia, avaliou mais de 545 mil suecos nascidos entre 1973 e 1979, que foram acompanhados até os 29 anos.
 

 

Da análise, os cientistas verificaram uma relação entre o aumento progressivo das admissões hospitalares por distúrbios psiquiátricos e consumo de álcool e drogas e o aumento do grau de nascimento prematuro.
 

 

Os resultados indicaram que, nos prematuros nascidos entre a 29ª e a 32ª semana de gestação, 3,5% foram hospitalizados com patologias do foro psiquiátrico e, nos muito prematuros (nascidos entre a 24ª e a 28ª semana), essa taxa foi de 5,2%.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.