Pré-diabéticos preocupam EUA

Dieta e exercício físico são as soluções

01 abril 2002
  |  Partilhar:

Considerado um dos problemas mais graves de saúde, o diabetes é a terceira maior causa de morte mundo, segundo dados da Organização Mundial de Saúde. E o número de doentes não pára de aumentar.
 

 

Se os casos de diabetes tipo I- pessoas dependentes de insulina – e tipo II – pessoas com a doença mas que não são dependentes de insulina – estão a aumentar no sedentário mundo Ocidental, também o número de pessoas com pré-diabetes tem vindo a atingir cifras preocupantes.
 

 

Só nos Estados Unidos, 17 milhões de pessoas têm diabetes. E outros 16 milhões possuem uma condição chamada pré-diabetes, ou uma predisposição a desenvolver a doença que pode causar insuficiência renal, cegueira, amputação de membros e até a morte. Destes 16 milhões, a maioria está na casa dos 40 e 50 anos, acima do peso e sedentária.
 

 

O alerta chega dos EUA, através de uma reportagem difundida pela CNN, mas também toca a realidade portuguesa. Tommy Thompson, secretário do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA, apontou algumas questões a reter para evitar esta situação. "Uma dieta com mais nutrientes e exercícios moderados reduzem o risco de desenvolver diabetes em 58 por cento", afirmou Thompson em entrevista à CNN.
 

 

Destino marcado
 

 

Um estudo efectuado pelo departamento mostrou que a maioria das pessoas com pré-diabetes acaba por desenvolver a doença dentro de um período de 10 anos. A solução para contornar o destino é mudar drasticamente o estilo de vida.
 

Segundo um os especialistas norte-americanos, os médicos devem começar a examinar os pacientes, com idades superiores a 45 anos, no sentido de detectar a pré-diabetes.
 

 

O factor idade não é o único a ter em conta. Por isso, os especialistas recomendam exames de rotina a pessoas com excesso de peso, mesmo os mais jovens, ou caso possuam outro factor de risco para desenvolver a doença, tal como antecedentes familiares com o mesmo problema.
 

 

Para Thompson, o desenvolvimento da pré-diabetes pode ser contido com uma perda de cinco a sete por cento do peso e uma caminhada de 30 minutos cinco dias por semana.
 

 

O diabetes melitus é um distúrbio causado pela falta (absoluta ou relativa) de insulina – substância produzida pelo pâncreas - no organismo. O açúcar deixa de ser absorvido correctamente pelo corpo e pode atingir níveis tóxicos no organismo. Cegueira, enfarte do miocárdio, gangrena, impotência sexual são algumas das complicação originadas, caso a doença não seja controlada.
 

 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.