Prática desportiva intensa faz alterar o coração

Estudo conduzido pela Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra

16 março 2017
  |  Partilhar:
Um estudo concluiu que a prática desportiva intensa e a competição na adolescência provocam alterações no coração dos atletas, noticiou a agência Lusa.
 
O estudo conduzido por Joaquim Castanheira, do Departamento de Fisiologia Clínica, da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTeSC), alertou para a necessidade de maior acompanhamento médico.
 
Segundo um comunicado da ESTeSC, o estudo detetou "diferenças significativas no tamanho, espessura das paredes e massa ventricular esquerda entre jovens desportistas e não desportistas, por um lado, e entre atletas de uma modalidade de nível local e de nível internacional, por outro, relacionando as diferenças encontradas com a prática de treino intensivo e de competição".
 
"Verificámos que, na mesma modalidade desportiva com metodologias de treino semelhantes, há diferenças significativas para a massa ventricular esquerda entre atletas de nível local e de nível internacional, parecendo que esta é influenciada pelo maior grau de exigência e de sucesso", disse Joaquim Castanheira.
 
O estudo teve como objetivo explicar o efeito do treino continuado na remodelagem cardíaca em jovens atletas do sexo masculino, em fase de crescimento, com idades entre os 13 e os 17 anos, uma vez que a maior parte dos estudos conhecidos foram realizados em atletas adultos, dividindo-se em quatro áreas transversais - atletas internacionais e adolescentes saudáveis não atletas, atletas de várias modalidades federadas há mais de cinco anos, basquetebolistas locais e internacionais, e judocas convocados para estágios da seleção nacional.
 
Para o estudo, foram realizados testes a 382 atletas. Joaquim Castanheira constatou que uma grande percentagem nunca tinha realizado um ecocardiograma e uma pequena percentagem apresentava mesmo alterações estruturais ao nível do coração.
 
A investigação constatou ainda a necessidade de acompanhamento médico, previamente e durante a prática desportiva: "Mesmo as crianças devem fazer testes médicos antes de praticar desporto de competição, para despistar eventuais problemas", afirma o investigador.
 
Embora habitualmente os atletas de competição realizem uma eletrocardiograma anualmente, "todos os atletas, mesmo os mais jovens, deviam realizar pelo menos um ecocardiograma antes de iniciar a prática de desporto de competição", uma vez que há alterações da estrutura cardíaca que são detetadas por este exame, refere o comunicado da ESTeSC.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Image CAPTCHA
Enter the characters shown in the image.