Praias fluviais portuguesas estão poluídas e têm falta de higiene
26 maio 2002
  |  Partilhar:

As praias fluviais portuguesas estão poluídas e têm falta de higiene. Das 27 analisadas pela DECO só duas tiveram apreciação "claramente boa", e nenhuma reuniu condições para ser galardoada este ano com a bandeira azul.
 

 

A associação para a defesa do consumidor DECO recolheu amostras de água em 27 praias de regiões do interior do país, como Viana do Castelo, Guarda, Coimbra e Portalegre, e inspeccionou toda a zona envolvente da praia em busca de informações e instalações úteis para o banhista, e dos meios de salvamento indispensáveis.
 

 

Dessas análise, cujos resultados completos serão divulgados na próxima terça-feira em conferência de imprensa, resultou que apenas duas dessas praias conseguiram obter uma apreciação global "claramente boa".
 

 

Nalguns casos, os resultados são preocupantes", afirma fonte da DECO, embora sem especificar que praias chumbaram nos testes realizados pelos técnicos da associação.
 

 

A Associação Bandeira Azul, a entidade responsável em Portugal pela atribuição em cada época balnear de galardões de qualidade para as praias, também não atribuiu este ano bandeira azul a nenhuma praia fluvial.
 

 

Apesar das conclusões negativas das análises da DECO e da inexistência de praias fluviais com bandeira azul na próxima época balnear, o Instituto da Água (INAG) ressalva que a qualidade das águas balneares melhorou em 2001, "especialmente nos rios e albufeiras".
 

 

Mas esta melhoria pode ser explicada com o facto de 2000 ter sido um ano "negro" para as águas balneares portuguesas, tendo a Comissão Europeia atestado que a situação piorara consideravelmente.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.