Praias: Ambientalistas contestam bandeira-azul a 9 praias

Quercus alerta para falta de qualidade da água

15 maio 2005
  |  Partilhar:

 

 

A Quercus contestou na semana passada a atribuição da bandeira azul a nove das 191 praias que ganharam este ano o galardão, alegando falta de qualidade da água. A contestação a oito destas praias baseia-se nos resultados maus das análises do Instituto da Água (INAG), publicadas no site www.vivapraia.com, a duas praias do Algarve (Oura e Quarteira), cinco de Vila Nova de Gaia (Madalena Sul, Madalena Norte, Valadares Norte, Canide Sul e Francelos) e uma de Cascais (Carcavelos).
 

 

Para ter bandeira azul, uma praia tem de ter várias análises com «boa» qualidade das águas durante o ano anterior e não pode ter nenhuma má.
 

 

A Quercus alerta ainda para o caso da praia de S. Pedro do Estoril, no concelho de Cascais (Lisboa e Vale do Tejo), que recebeu este ano o galardão da qualidade balnear e teve três análises «aceitáveis» (e não boas, como é requerido) da qualidade da água.
 

 

Portugal solicitou em 2004 à Comissão Europeia a derrogação de análises más em nove praias, invocando condições meteorológicas excepcionais, por causa das chuvas. «O problema é estrutural e uma excepção. A culpa não é das chuvas mas dos esgotos que são mal descarregados nas linhas de água. No Verão essas linhas não têm água suficiente e os poluentes não chegam ao mar. Mas quando chove os esgotos chegam à praia», explicou à Lusa o presidente da Quercus.
 

 

Bandeiras azuis
 

 

A Região de Lisboa e Vale do Tejo foi a que mais contribuiu para o aumento de galardões este ano, com 11 novas praias a içar a bandeira. A região centro ganhou oito novos galardões e manteve a bandeira azul na praia de Mira, recordista há 18 anos na atribuição dos símbolos de qualidade balnear. O Norte foi a única região do país a perder bandeiras, passando das 35 no ano passado para 32 este ano.
 

 

O Algarve ficou com 48 galardões, mais cinco que em 2004, aumentos também registados nos Açores (que subiu de 19 para 25 galardões) e Madeira (de 12 para 14 bandeiras).
 

 

Entre os critérios da atribuição da bandeira azul estão a qualidade da água, a educação e gestão ambiental (não podem haver cães nas praias) e equipamentos como os caixotes de lixo, limpeza de sanitários e veículos motorizados a circular.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.