Pouca instrução reduz qualidade vida de doentes com Cancro da Próstata

Estudo da University of California

17 abril 2007
  |  Partilhar:

 

Um estudo norte-americano concluiu que a qualidade de vida de homens com menos instrução escolar é menor, após tratamentos ao Cancro da Próstata, comparativamente com doentes na mesma condição de saúde, mas com instrução superior.
 

 

Os investigadores analisaram os resultados dos relatos pessoais sobre a qualidade de vida de 248 pacientes aos quais foi diagnosticado Cancro da Próstata entre 1989 e 2002 e administrado tratamento específico. Os tratamentos incluíram cirurgias, radioterapia e medicação hormonal.
 

 

De acordo com investigadora Sara J.Knight, professora assistente de Psiquiatria e Urologia na University of California-San Francisco, EUA, o maior programa norte-americano de investigações e pesquisas, os pacientes não apresentavam baixa qualidade de vida antes de serem diagnosticados com a doença. "O que é surpreendente é que após o tratamento, [estes doentes] apresentaram vários problemas clinicamente significativos - mentais e emocionais bem como físicos - em gerir as suas vidas", explicou a especialista.
 

 

Os autores do estudo confirmaram que um baixo nível educacional é frequentemente associado a baixos rendimentos, o que pode conduzir a uma baixa qualidade de vida, mas neste estudo a baixa instrução esteve ligada à fraca qualidade de vida, independentemente do rendimento de cada paciente.
 

 

Fonte: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.