Potencial nova forma de prevenção de descolamento da retina

Estudo publicado no “American Journal of Pathology”

06 agosto 2015
  |  Partilhar:
A degenerescência macular húmida é uma das principais causas de perda de visão entre pessoas com mais idade. Este e outros problemas oculares crónicos que afetam indivíduos mais jovens resultam da acumulação anormal de líquido por baixo ou no interior da retina. Cientistas europeus revelaram pela primeira vez que a libertação de substâncias de mastócitos poderão ser a causa deste tipo de patologia ocular e que os inibidores desta descarga poderão oferecer novas formas de tratamento do descolamento seroso da retina.
 
Os mastócitos são glóbulos brancos numa forma imatura que se encontram na maioria dos tecidos, especialmente naqueles que estão em contacto com o exterior. Estas células são consideradas as “sentinelas” do sistema imunológico por serem as primeiras a responder quando há a invasão de agentes patogénicos. O processo de libertação do conteúdo dos mastócitos é denominado desgranulação.
 
O estudo liderado por Yvonne de Kozak, da Universidade Descartes de Paris, e Francine Behar-Cohen, da Universidade de Sorbonne, em França, sugere que a estimulação repetida por alergénios ou agentes infeciosos poderá conduzir à desgranulação recorrente dos mastócitos e a alterações oculares patológicas de longo prazo.
 
Para a investigação, os cientistas injetaram no olho direito de ratinhos 120 µg de composto 48/80 (conhecido por ativar e induzir desgranulação dos mastócitos) no tecido conjuntival que reveste o interior das pálpebras e a esclerótica. O olho tratado foi comparado com o outro não tratado e com os de ratinhos do grupo de controlo que receberam injeções de soro fisiológico na conjuntiva do olho direito.
 
A desgranulação dos mastócitos na coroide (camada vascular do olho entre a retina e a esclerótica) tornou-se visível 15 minutos após a injeção e aumentou significativamente durante as três horas seguintes. A análise histológica revelou baixa densidade de grânulos nos mastócitos e uma desgranulação massiva e extensiva na coroide. A desgranulação dos mastócitos foi acompanhada de acumulação de linfócitos polimorfonucleares e macrófagos nos tecidos oculares.
 
Além disso, tornaram-se evidentes vários sinais de inflamação, tais como, vermelhidão, pontos hemorrágicos na íris, sinequias (aderência da íris ao cristalino), pus e outras alterações que duraram quase um dia. 65% dos ratinhos desenvolveram cataratas durante várias horas. Além disso, notou-se o espessamento localizado da coroide entre a primeira e a terceira hora, provavelmente correspondente ao local da injeção do composto 48/80, com a área espessada a expandir-se completamente pela superfície coroidal entre a sexta e a 24ª hora. Não foram detetadas quaisquer alterações no olho esquerdo não tratado.
 
Na parte posterior do olho direito, os investigadores descobriram descolamentos da retina acompanhados de acumulação de líquido sub-retinal e dilatação dos vasos sanguíneos da coroide. Ao fim de 24 horas foi possível observar descolamentos da retina e vastas áreas da retina destruídas. 
 
A administração unilateral de cromoglicato dissódico, uma substância que inibe a libertação de mediadores de mastócitos, antes da administração do composto 48/80 resultou em menos ocorrências de descolamento seroso da retina. A taxa deste problema em ratinhos que tinham recebido soro e injeção com composto 48/80 foi de 80% e de 16,7% naqueles que receberam cromoglicato disódico juntamente com o composto 48/80.
 
“Ao inibir a libertação de mediadores inflamatórios, a inibição farmacológica da desgranulação dos mastócitos poderá representar um potencial terapêutico importante para as doenças da retina associadas ao aumento da coroide e ao descolamento seroso da retina”, explicou Kozak.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.