Portugueses são dos que mais morrem por AVC e em acidentes na estrada

Dados da OCDE

21 novembro 2007
  |  Partilhar:

 

Portugal é o segundo país com mais mortes devido a Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC), apenas superado pela Hungria, entre 27 Estados analisados num estudo Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).
 

 

A mortalidade por AVC é em Portugal de 125,9 homens e de 99,6 mulheres por cada 100 mil. Segundo os dados do estudo, que se reporta a 2003, este valor só é ultrapassado pela Hungria, com 108,6 mulheres e 160,8 homens.
 

 

A OCDE analisou também a Saúde Oral em crianças com 12 anos e verificou que Portugal, República Checa, Hungria e Polónia eram os que, em 2003, tinham mais casos de cáries, após somar o número de crianças com dentes estragados, falta de dentes, ou dentes tratados. A mortalidade nas estradas portuguesas é também das mais elevadas dos 30 países da OCDE, só sendo ultrapassada pela Coreia, revela o mesmo estudo, reportando-se ao ano de 2003. Por cada 100 mil portugueses, 17,4 acabam por morrer em acidentes nas estradas, sendo 28,2% homens e 7,3% mulheres.
 

 

Outra conclusão a que chega o estudo diz respeito à incidência de Cancro do Pulmão, sendo que as mulheres portuguesas são as que morrem menos vítimas deste tipo de cancro (sete em cada 100 mil). Ainda segundo os indicadores da OCDE, Portugal é dos países onde ocorrem menos suicídios - 8,7 em 100 mil habitantes - valor que ainda é mais baixo na Grécia, Itália, Reino Unido, Espanha e Holanda. O número de suicídios atinge os 24,2 por 100 mil habitantes na Coreia e os 22,6 na Hungria.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.