Portugueses são dos menos informados sobre antibióticos

Dados do Eurobarómetro

12 abril 2010
  |  Partilhar:

Dos cidadãos europeus, os portugueses são os menos informados sobre os efeitos dos antibióticos e aqueles que dizem ter recebido menos informação a alertar para os abusos no seu consumo, revela o Eurobarómetro promovido pela Comissão Europeia.

 

De acordo com o inquérito, apenas 5% dos portugueses respondeu acertadamente a quatro questões colocadas sobre antibióticos, o que representa o segundo valor mais baixo entre os 27 Estados-membros da União Europeia (UE), apenas à frente da Roménia (4%).

 

Entre as questões colocadas - às quais os inquiridos deveriam responder se a afirmação era “verdadeira” ou “falsa” -, uma esmagadora maioria dos portugueses, 78%, acredita por exemplo que os antibióticos matam os vírus, uma ideia que é falsa mas também é assumida por uma maioria dos europeus (53%). Por outro lado, apenas 13% dos portugueses afirmam ter recebido informação a alertar para os perigos de tomar antibióticos desnecessariamente, o que é o valor mais baixo entre os 27 Estados-membros, onde a média é de 37%.

 

O estudo citado pela agência Lusa revela, todavia, que os portugueses tomam menos antibióticos do que a média dos cidadãos europeus, já que apenas um em cada três inquiridos (33%) indica ter tomado um antibiótico ao longo do último ano, contra 40% da média comunitária.

 

O estudo foi realizado entre Novembro e Dezembro de 2009, tendo em Portugal sido inquiridas 1.038 pessoas.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.