Portugueses querem fumo proibido em locais públicos

Dados revelados pelo Eurobarómetro

11 fevereiro 2007
  |  Partilhar:

 

Oito em cada 10 portugueses apoiam a proibição de fumar em espaços públicos fechados e uma clara maioria defende a interdição também em restaurantes e bares, revela uma sondagem divulgada pela Comissão Europeia.
 

 

O "Eurobarómetro" sobre a atitude dos europeus face ao tabaco, divulgado recentemente na mesma data que o executivo comunitário lançou um debate público sobre a promoção de espaços livres de fumo na União Europeia (UE), demonstra que os europeus são maioritariamente a favor de legislação a proibir o fumo em locais públicos.
 

 

Os portugueses encontram-se em linha com tendência da opinião pública europeia, e em diversas questões o apoio à adopção de medidas restritivas supera mesmo a média comunitária, como no caso da proibição de fumar em restaurantes, defendida por 81% dos inquiridos em Portugal (77% a favor na média da UE a 25).
 

 

O apoio à interdição de fumo é ainda mais expressivo em Portugal relativamente a qualquer espaço público (metro, aeroportos, lojas, etc), recolhendo o aplauso de 82% dos inquiridos (muito próximo da aceitação de 84% a nível da UE), e a escritórios e outros locais de trabalho fechados, apoiada por 83% dos portugueses (86% a nível comunitário).
 

 

O apoio à interdição de fumo apenas é menor no caso de bares e "pubs", mas ainda assim os portugueses são mais adeptos de tal cenário (69% a favor) que a média dos cidadãos da UE (51%).
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.