Portugueses mal informados sobre a Sida

Estudo europeu apresenta dados surpreendentes

02 dezembro 2003
  |  Partilhar:

Um em cada sete portugueses acredita que apertar a mão a um doente com Sida ou a um seropositivo pode constituir uma forma de contágio e um em cada cinco evita comer refeições preparadas por pessoas infectadas, receando contrair a doença. Mais: 19 por cento dos cidadãos residentes em Portugal está convencido de pode ficar infectado se tocar em objectos anteriormente manipulados por doentes com Sida. Estas são apenas algumas das conclusões de uma sondagem europeia, conhecida ontem, Dia Mundial de Luta Contra a Sida. Se dúvidas houvesse, os dados do eurobarómetro especial, publicado pela Comissão Europeia, dissipou-as: é ainda assinalável o desconhecimento em relação a uma doença que, no final deste ano, afectará 40 milhões de pessoas de todo o mundo. Um em cada quatro europeus acredita que sentar-se na sanita depois de esta ter sido utilizada por um doente também pode constituir uma forma de contágio. Há 35 por cento de portugueses que não consideram esta possibilidade. Há ainda 32 por cento dos cidadãos dos Quinze que indicam que um beijo na boca de um doente pode levar ao contágio. Apesar de algumas das respostas serem surpreendentes, mais de 90 por cento dos inquiridos nesta sondagem indicam que é através do sangue, da partilha de seringas ou das relações sexuais não protegidas que mais frequentemente se contrai a doença. Mas nem tudo são más notícias: a Comissão analisou também o comportamento dos europeus face à doença e chegou à conclusão que a emergência e a difusão da Sida levaram 51 por cento dos cidadãos da União Europeia (UE) a tomar precauções nas relações sexuais ou a procurar relações afectivas mais estáveis. No âmbito desta sondagem, realizada pela Comissão no último trimestre do ano passado, foram feitas 16. 230 entrevistas, das quais 1002 a cidadãos portugueses com 15 anos ou mais.Leia tudo no: Público

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.