Portugueses estão mais velhos

Esperança de vida aumentou e mortalidade infantil diminuiu nos últimos 40 anos

02 setembro 2003
  |  Partilhar:

À imagem do que acontece na maioria dos países ocidentais, em Portugal, a esperança média de vida é cada vez maior, facto que leva ao aumento da população idosa. A conclusão foi revelada, ontem, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), apesar de constatar que o número de mortos, em 2002, aumentou para 106 690, enquanto que, em 2001, tinha sido de 105 582, o que corresponde a um ligeiro aumento de 0,2 por cento.
 

 

Os dados demográficos também demonstram que a esperança de vida à nascença, na União Europeia, tem vindo a aumentar. Entre 1960 e 2001, passou de 67,4 para 75,5 anos nos homens e de 72,9 para 81,6 nas mulheres.
 

 

Quanto à mortalidade infantil, e ainda segundo o INE, entre 1960 e 2002, os óbitos ocorridos em crianças com idade até aos cinco anos, diminuíram de 22,6 para 0,7 por cento do total, o que corresponde a uma descida de 20 por cento, em 42 anos.
 

 

Em 1960, registavam-se 21 502 mortes de crianças com menos de cinco anos, ou seja, 22,6 por cento do total dos óbitos. Já, entre 2000 e 2002, deram-se, respectivamente, 856 mortes (0,8%) e 752 (0,7%).
 

 

Fonte:Jornal de Notícias
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.