Portugueses encaram obesidade como doença

Sociedade de endocrinologia promove bolsa de estudo para investigação na área

21 julho 2002
  |  Partilhar:

De acordo com uma sondagem elaborada pela Marktest, a maioria dos portugueses encara a obesidade como uma doença grave, tem consciência dos riscos que ela envolve e acha essencial a luta contra o excesso de peso. O inquérito, ao qual se associou a Sociedade Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo, foi divulgado seta-feira em Lisboa.
 

 

A sondagem, encomendada pela revista "Tribuna Médica", cobriu uma pequena amostra de 250 pessoas, da grande Lisboa e grande Porto, entre os 18 e os 65 anos. Pretendia-se saber se a obesidade é encarada como uma doença. De facto, 72,8 por cento das respostas a esta questão foram afirmativas.
 

 

Questionados sobre se tinham conhecimento de que a obesidade representa um risco acrescido de surgirem outros problemas de saúde, como diabetes, doenças respiratórias ou cardíacas, 91,6 por cento dos entrevistados afirmou ter conhecimento desse facto. A terceira e última questão - se o entrevistado considerava que se devia lutar contra o excesso de peso - 96,4 por cento respondeu, mais uma vez, afirmativamente.
 

 

Leia tudo na edição de sábado do Público
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.