Portugueses deviam saber quanto dos seus impostos vai para o SNS

Declarações do bastonário da Ordem dos Médicos

03 maio 2010
  |  Partilhar:

O bastonário da Ordem dos Médicos defendeu, na semana passada, que cada português deveria ter conhecimento do valor exacto que contribui para o Serviço Nacional de Saúde (SNS) e o partido que tira dele.

 

"Defendo que o cidadão tenha consciência de quanto paga efectivamente para o SNS e o que obtém. Acontece que o próprio cidadão encara como direito aquilo que muitas vezes nem é uma necessidade", afirmou Pedro Nunes, que participava no IX Fórum Saúde, citado pela agência Lusa.

 

Para o representante dos médicos, é importante que os portugueses percebam que parte dos seus impostos serve para financiar o SNS.

 

"Era útil sabermos o que pagamos, até porque seria mais fácil discutirmos aquilo a que cada um tem direito", frisou.

 

Pedro Nunes explicou ainda que os doentes não têm a noção do custo dos seus tratamentos para o Estado, considerando que o contributo dos seus impostos é suficiente para cobrir os custos, o que muitas vezes não acontece.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.