Portugueses deveriam ser rastreados para o cancro da mama, colo-retal e colo do útero

Alerta do presidente da Liga Portuguesa Contra o Cancro

29 maio 2012
  |  Partilhar:

A população portuguesa deveria, a nível nacional, ser submetida a rastreios para o cancro da mama, colo-retal e do colo do útero para combater a mortalidade causada por estas doenças oncológicas, de acordo com o presidente da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

 

"É preciso estender ao todo o território nacional os três rastreios", revelou à agência Lusa Carlos Freire de Oliveira.

 

Na sua perspetiva, só através do rastreio, ou diagnóstico de lesões pré-malignas, ou diagnosticando cancros numa fase inicial, é possível diminuir a mortalidade.

 

A cobertura nacional mais deficiente é no rastreio do colo-retal, em que "praticamente só existe na Zona Centro, em 40 centros". Quanto ao rastreio do cancro da mama, Carlos Freire de Oliveira, igualmente professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, diz que "há que cobrir a zona de Lisboa e a Península de Setúbal", um processo que ainda deverá demorar uns anos a ficar concluído.

 

Quanto ao cancro "do colo do útero a cobertura para o resto do país não é famosa. É muito boa na Zona Centro, no Alentejo. O Norte tem alguma coisa, e mais uma vez Lisboa e Vale do Tejo não têm nada", acentuou o presidente da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

 

Carlos Freire de Oliveira confessou-se preocupado com "um aumento significativo da mortalidade por cancro do intestino", em ambos os sexos, embora ainda se mantenha mais elevada no homem.
"É premente definir-se uma política nacional para a implementação de um rastreio de âmbito nacional" do cancro colo-retal, acentuou.

 

Relativamente ao cancro do colo do útero, adiantou que tem vindo a baixar a mortalidade, e a incidência na Região Centro é inferior à média europeia, enquanto a média nacional ainda é superior à da Europa.

 

A mortalidade em Portugal para este tipo de cancro é de quatro por cem mil mulheres e a incidência é de 12 por cem mil mulheres.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.