Portugueses desenvolvem electrocardiografia de alta resolução

Detectavéis arritmias invisíveis em exames normais

05 agosto 2002
  |  Partilhar:

A Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa e o Hospital Pulido Valente juntaram-se para desenvolver uma técnica inovadora de detecção de problemas cardíacos
 

 

Um sistema de "software" inovador, engenheiros electrotécnicos e físicos, um cardiologista, alguns voluntários e muito trabalho foi quanto bastou para a equipa coordenada por Arnaldo Batista e Machado Rodrigues desenvolver uma técnica de análise e detecção de alterações eléctricas no coração que podem dar origem a arritmias graves, imposíveis de detectar em electrocardiogramas convencionais. Pelos eléctrodos e pelo "software" da equipa já passaram cerca de 50 voluntários, saudáveis e doentes. A técnica entusiasmou esta equipa multidisciplinar, que não tem dúvidas em afirmar que o caminho da medicina cruza-se com o de outras ciências, como a física ou a electrónica e a informática, que devem coexistir nos hospitais.
 

 

Veja tudo no Público
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.