Portugueses desconhecem formas de transmissão da hepatite C

Mais de 150 mil portugueses infectados

24 maio 2004
  |  Partilhar:

Em Portugal existem 150 mil pessoas infectadas com o vírus da hepatite C. Em cada 100 pessoas contaminadas, 20 desenvolverão uma cirrose hepática e, destas, cinco serão afectadas por cancro do fígado. Muito poucos em Portugal têm um conhecimento efectivo acerca desta infecção hepática que pode demorar 20 a 30 anos para se manifestar, incluindo as formas de transmissão desta doença ou o modo como pode ser tratada. De acordo com uma sondagem realizada pela Novadir, grupo da Marktest, e divulgada pela Associação Portuguesa para o Estudo do Fígado (APEF), 97 por cento dos portugueses afirmam conhecer esta infecção, mas mais de 90 por cento não sabem qual o tratamento a que deve ser sujeito quem está infectado. A sondagem revela também que os portugueses ignoram a forma como a hepatite C pode ser transmitida e 19 por cento dos inquiridos chegam mesmo a referir a ainda inexistente vacinação como forma de prevenção. A principal via de transmissão do vírus da hepatite C é o contacto com sangue contaminado, através de injecções, objectos cortantes, instrumentos cirúrgicos mal esterilizados, hemodiálises, tatuagens ou «piercings». A contaminação por via sexual está associada a uma pequena percentagem dos casos, três por cento, particularmente em indivíduos com múltiplos parceiros e em relações sexuais que envolvam sangue. Para eliminar o vírus da hepatite C, com curas em metade dos casos, são utilizados fármacos da família dos interferões. Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.