Portugueses abusam dos medicamentos
05 junho 2002
  |  Partilhar:

Portugal é um dos países da União Europeia (UE) com maior consumo de medicamentos por pessoa, aquele em que se regista uma maior prescrição por consulta e onde a principal causa de intoxicações está associada à sua utilização. Os dados constam do livro "Medicamentos, que realidade? - Passado, Presente e Futuro", da autoria do farmacêutico António Hipólito Aguiar, no qual se traçam os desenvolvimentos no sector em Portugal, tanto em termos técnicos e legislativos, como políticos e sócio-culturais.
 

Na obra, ontem lançada em Lisboa, realça-se que, embora os medicamentos contribuam para "reduzir significativamente custos de saúde, pela faculdade de diminuírem os gastos de intervenção médica e de hospitalização", a despesa pública que o seu consumo representa, relativamente ao orçamento da Saúde, coloca Portugal em primeiro lugar face às outras nações da UE.
 

 

Com uma média de 22,3 medicamentos consumidos por pessoa em 1996 - contra menos de dez no Reino Unido, Suécia ou Dinamarca -, a despesa pública portuguesa em fármacos, relativamente ao orçamento da Saúde, subiu, entre 1990 e 1997, de 23,7 por cento para 26,5 por cento. A título comparativo, em Espanha, onde em 1996 o valor de consumo de medicamentos "per capita" era de 26,5, a despesa pública em medicamentos relativamente ao orçamento da Saúde era de 19,9 por cento em 1997.
 

 

Também em relação ao receituário - em 2000 existiam em Portugal 6651 marcas de medicamentos e 21.849 apresentações (xaropes, pomadas, etc) - Portugal denota preferência por números elevados, já que "parece existir um elevado nível de prescrição de medicamentos por consulta". O que é evidenciado com o facto de, para 3,2 consultas por pessoa em cada ano, serem receitados 6,2 fármacos por ida ao médico.
 

 

Veja mais no: Público
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.