Portuguesas são mães sem planear...

... e preferem partos em hospitais públicos

31 maio 2005
  |  Partilhar:

 

 

Quase metade das mulheres portuguesas não planeia a sua gravidez e a esmagadora maioria das grávidas prefere realizar o parto num hospital público devido aos factores técnicos e organizativos disponíveis, revela um estudo inédito.
 

 

«As mulheres e o parto» é um estudo desenvolvido pela empresa de investigação aplicada Spirituc para um laboratório, cujas conclusões apresentadas no encontro «O enfermeiro e o bebé», que decorreu em Lisboa.
 

 

De acordo com o estudo - que contou com entrevistas presenciais realizadas a 374 grávidas e mães recentes, residentes nas zonas de Lisboa, Coimbra e Porto - 87,7 por cento das inquiridas refere como principal factor de preocupação durante a gravidez a saúde do bebé. O tipo de alimentação e os exames a efectuar durante a gravidez também apresentem uma relevância significativa.
 

 

Sobre o acompanhamento da gravidez, 36,1 por cento das inquiridas afirmou que é acompanhada pelo médico ginecologista/obstetra, mas 32,1 por cento disse ser seguida pelo médico de família. Para a escolha do médico é fundamental o relacionamento interpessoal, como por exemplo o facto de sempre ter sido acompanhada por esse médico, e o aconselhamento de terceiros.
 

 

A esmagadora maioria das mulheres inquiridas (87,3 por cento) disse preferir realizar o parto num hospital público devido aos «factores técnicos e organizativos disponíveis». Os três maiores receios das inquiridas relativamente ao pré e pós-parto consistem no aumento do peso (92,8 por cento), logo seguido do aparecimento de varizes e estrias. As inquiridas que estão grávidas pela primeira vez referem a febre, as alergias e as cólicas como os sintomas mais alarmantes e preocupantes no bebé.
 

 

Fonte: Lusa
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.