Portuguesas resistem pior às ondas de calor que as espanholas

Estudo liderado por português especialista em alterações climáticas

27 maio 2009
  |  Partilhar:

As ondas de calor em Lisboa provocam mais mortes do que em Madrid e as mulheres portuguesas são menos resistentes à subida das temperaturas do que as espanholas, revela um estudo realizado por especialistas em clima e em saúde de Portugal e Espanha.

 

A equipa liderada por Filipe Duarte Santos, especialista em alterações climáticas, está a estudar há cerca de quatro anos o impacto na saúde dos fenómenos extremos, como ondas de calor, vagas de frio, precipitação intensa ou secas, fenómenos que se prevêem acontecer cada vez com mais frequência.

 

De acordo com declarações do especialista à agência Lusa, o estudo permitiu concluir que “o valor da temperatura a partir do qual a mortalidade dispara é diferente de região para região. Por exemplo, em Madrid a mortalidade disparou a partir dos 36,4 graus, enquanto em Portugal foi a partir dos 33,5 graus".

 

O estudo revelou também que as madrilenas são mais resistentes do que as lisboetas às ondas de calor e que o aumento de um grau centígrado na temperatura teve efeitos diferentes nas duas cidades, fazendo aumentar em 21,5 % a mortalidade em Espanha e em 31,3 % na capital portuguesa. “As razões de uma maior mortalidade em Portugal devem ser sociais e económicas”, revelou o especialista em alterações climáticas.

 

O estudo, financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian e gerido pela Fundação da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, demonstrou que os idosos são os mais vulneráveis às ondas de calor em toda a Península Ibérica. No entanto, em Portugal as mulheres são mais afectadas do que os homens.

 

A onda de calor a que se assistiu em 2003 levou as autoridades de saúde portuguesas a elaborarem um plano de contingência, que é anualmente accionado entre 15 de Maio e 30 de Setembro. Este plano inclui um conjunto de respostas à subida de temperatura e à manutenção por vários dias de temperaturas altas.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.