Portugal regista segunda e terceira vítimas de gripe A

Casos ocorreram devido a pneumonia bilateral

15 outubro 2009
  |  Partilhar:

Um homem de 53 anos, internado no hospital de São João, no Porto, faleceu domingo passado. Na segunda-feira morreu no Hospital Curry Cabral, em Lisboa, uma mulher de 32 anos que foi submetida a cesariana como consequência de gripe A. Os dois foram vítimas de pneumonia bilateral decorrente de terem contraído gripe A (H1N1).

 

O presidente da Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) explicou à agência Lusa que a pneumonia, identificada nos doentes com o vírus H1N1 que morreram em Portugal, é a complicação mais frequente da gripe, incluindo a sazonal.

 

Em declarações à mesma agência noticiosa, a propósito do segundo e terceiro casos mortais da gripe A em Portugal, António Segorbe Luís explicou que esta é uma “complicação comum”.
 

“Todos os anos morrem pessoas com a gripe sazonal em Portugal e a pneumonia é uma das complicações mais comuns desta doença, embora seja menos frequente na gripe A”.

 

Para António Segorbe Luís, as pessoas devem estar atentas e, se tiverem sintomas de gripe - febre, dores no corpo - devem ficar em casa, consultar a linha de Saúde 24 ou, também telefonicamente, o médico assistente e, em caso de complicações respiratórias, ir às urgências. “A resposta que se der nas primeiras horas pode fazer toda a diferença e evitar complicações maiores”, explicou.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.