Portugal obteve progressos na mortalidade de crianças

Estudo publicado na revista “The Lancet”

17 dezembro 2012
  |  Partilhar:

Portugal foi um dos países que registou um dos melhores progressos na mortalidade de crianças até aos 5 anos e de jovens-adultos entre os 15 e os 49 anos, ao longo de 40 anos, revela um estudo publicado na revista “The Lancet”.
 

A investigação denominada "Global Burden of Disease Study 2010” analisou as causas e a distribuição global das principais doenças e dos fatores de risco na saúde, entre 1970 e 2010, incluindo a mortalidade nas crianças e nos jovens-adultos.
 

Segundo os investigadores do Institute for Health Metrics and Evaluation (IHME), da Universidade de Washington, nos EUA, Portugal, a par de Cuba, Maldivas, Sérvia e Bósnia-Herzegovina, registou os melhores progressos na mortalidade das crianças.
 

O estudo, ao qual a agência Lusa teve acesso, indicou também que Portugal foi um dos países com melhores resultados na mortalidade de jovens-adultos, superando Noruega, Espanha e Austrália.
 

Dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) revelam que os óbitos em crianças até aos 5 anos baixaram em Portugal 97,3%, de 12.357 em 1970 para 326 em 2010. Relativamente às mortes em jovens-adultos dos 15 aos 49 anos, desceram 28,7%, de 8.517 em 1970 para6.069 em 2010.
 

Em termos globais, os investigadores do IHME constataram que, a nível mundial, o número de mortes nos jovens-adultos subiu 44%, em média.
 

O IHME atribui, em parte, este aumento à violência e à infeção pelo VIH/Sida, que mata 1,5 milhões de pessoas por ano.
 

O estudo apurou que entre os 134 países que registaram uma subida da mortalidade nos jovens-adultos, 66 tiveram aumentos de 100% ou mais.
 

à mortalidade de crianças até aos 5 anos, num universo de 187 países, 165 apresentaram um decréscimo do número de óbitos entre 1970 e 2010. Em 128 países, a quebra foi de 50% ou mais.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.