Portugal está entre países com laboratórios de anfetaminas

Relatório divulgado pelo gabinete das Nações Unidas para a Droga e Criminalidade

20 setembro 2011
  |  Partilhar:

O mercado de anfetaminas como o ecstasy está a crescer mais do que os da cocaína ou cannabis e Portugal está entre os países onde foram detectados laboratórios de produção deste tipo de drogas, segundo um relatório divulgado na semana passada pelo gabinete das Nações Unidas para a Droga e Criminalidade (UNODC).

 

O alerta para a escalada do consumo de estimulantes de tipo anfetamínico (ATS), cujo consumo já supera o da cocaína ou heroína, é feito num relatório sobre esta categoria, que inclui o ecstasy e metanfetaminas.

 

"Embora a heroína e cocaína tenham atraído a maior parte da atenção nos anos recentes, as apreensões de ATS e a descoberta de laboratórios clandestinos mostram uma área de preocupação crescente", refere a UNODC, citada pela imprensa internacional.

 

Entre 2005 e 2009, adianta, as apreensões de cocaína e heroína estiveram estáveis, enquanto as de ATS registaram um "crescimento claro", à excepção do ecstasy, também estável.

 

"Baratas e fáceis de fabricar, as ATS são uma escolha atractiva para milhões de consumidores em todas as regiões do mundo e dão aos criminosos entrada em mercados novos e inexplorados", refere a agência da ONU.

 

Na Europa, o cenário é de expansão dos mercados de metanfetaminas, e Portugal está entre os países que reportaram a apreensão de laboratórios desta droga, a par de Áustria, Bielorrússia, Lituânia, Holanda e Polónia.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.