Portugal é o país da UE com menos médicos

Conclusões do relatório sobre saúde do Eurostat

09 março 2004
  |  Partilhar:

Portugal tem a menor taxa de médicos, enfermeiros e parteiras por cem mil habitantes da União Europeia (UE), mas é o quinto país com mais farmacêuticos. A conclusão consta de um relatório sobre Saúde do Eurostat, organismo estatístico da UE, segundo o qual, no ano 2000, Portugal tinha apenas 265 médicos e 379 enfermeiros e parteiras por cem mil habitantes.  O topo da tabela é ocupado pela Grécia, com 438 médicos por cem mil habitantes, seguida da Bélgica, com 386. Quanto aos enfermeiros e parteiras, a liderança cabe à Irlanda, com 1706 profissionais por cem mil habitantes, à frente da Dinamarca (1077) e da Bélgica (1023). Ainda de acordo com o Eurostat, Portugal é um dos países com maior número de farmacêuticos (73 por cem mil habitantes), atrás da Finlândia, Bélgica, França e Grécia.  Compilados os dados, o Eurostat deixa uma recomendação: as assimetrias registadas nos profissionais de saúde disponíveis nos 15 Estados Membros «devem ser reduzidas através de novas medidas que facilitem a liberdade de circulação e o reconhecimento mútuo da formação de médicos e enfermeiros».Fonte: Jornal de Notícias

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.