Portugal é o país da Europa que menos comparticipa medicamentos contra dor

Estudo desenvolvido pelo Open Minds

22 dezembro 2005
  |  Partilhar:

Portugal é o país da Europa com a mais baixa taxa de comparticipação no uso de opióides, medicamentos narcóticos eficazes no combate à dor crónica como a causada por doenças como o cancro, segundo um estudo realizado por um grupo de médicos. De acordo com o trabalho, (desenvolvido pelo Open Minds, um grupo pan-europeu constituído por 26 especialistas de renome no tratamento da Dor oriundos de 16 países) em Portugal a taxa de reembolso relacionada com a dor causada pelo cancro (ou qualquer tipo de dor) é de apenas 40% no regime geral, 55% no regime especial - a mais baixa de toda a Europa. Diz ainda o trabalho denominado "Livro Branco sobre o Uso de Opióides no Tratamento da Dor Crónica em Portugal" que, em comparação com o resto da Europa, a disponibilidade das terapêuticas para o tratamento da dor em Portugal é extremamente limitada dadas as tentativas de redução de custos pelo Governo.Ainda segundo o documento, mesmo quando certos produtos recentes e inovadores são disponibilizados, as autoridades portuguesas apenas transferem o peso dos custos para os pacientes, ao negarem o estatuto de reembolso equivalente a outras terapêuticas. Fonte: LusaMNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.