Portugal com deficiências no combate à febre aftosa e à peste suína clássica
04 abril 2001
  |  Partilhar:

Portugal regista largas deficiências na aplicação das medidas dos Quinze para enfrentar o aparecimento de focos de febre aftosa e da peste suína clássica, divulgou hoje a Comissão Europeia.
 

 

Estas conclusões são o resultado de uma inspecção comunitária realizada pelo Serviço Veterinário e Alimentar a laboratórios, quintas, matadouros e organismos de controlo portugueses durante os dias 27 e 30 de Novembro de 2000.
 

 

A missão destinou-se a avaliar as medidas introduzidas para a execução de planos de contingência em caso do aparecimento de focos de febre aftosa e de peste suína clássica.
 

 

A ausência de equipamento para dar resposta às medidas de emergência necessárias, o mau funcionamento do laboratório de referência para as duas doenças, a inexistência de estratégias de vacinação nos planos de contingência e a falta de treino específico para fazer frente a situações de emergência são algumas das falhas detectadas.
 

 

Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.