Portugal cancela encomenda de dois milhões de vacinas contra a gripe A

Serviços de atendimento começam a fechar

08 fevereiro 2010
  |  Partilhar:

A encomenda de dois milhões de vacinas contra a gripe A (H1N1), de um total de seis milhões que tinham sido reservadas, foi cancelada pelo Ministério da Saúde.

 

Dos seis milhões de vacinas encomendadas, já chegaram a Portugal 1,6 milhões, tendo já sido administradas cerca de 500 mil, adiantou à agência Lusa, fonte do Ministério.

 

Depois de definidos os grupos de risco, Portugal encomendou seis milhões de doses de vacinas para a gripe A, com o objectivo de vacinar 30% da população (três milhões de portugueses) seguindo a recomendação de duas doses da vacina por pessoa da Organização Mundial de Saúde (OMS).

 

Posteriormente, a OMS alterou esta indicação, anunciando ser suficiente uma dose para protecção contra o vírus H1N1. “Por este motivo, Portugal iniciou negociações com a empresa farmacêutica à qual foram encomendadas as vacinas [GlaxoSmithKline], de forma a não receber a percentagem de vacinas que presentemente não são necessárias”, explicou a mesma fonte, confirmando uma notícia avançada pela SIC.

 

Para já, foram canceladas dois milhões de vacinas, mas ainda prosseguem as negociações entre o Ministério da Saúde e a farmacêutica.

 

Entretanto, um pouco por todo o país, os serviços de atendimento da gripe A começaram a encerrar. Segundo avançou a TSF, vários postos de atendimento já fecharam em Lisboa, Porto e Algarve.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.