Porque motivo o café diminui o risco da diabetes tipo 2?

Estudo publicado no “Journal of Agricultural and Food Chemistry”

24 janeiro 2012
  |  Partilhar:

Investigadores chineses descobrem a razão pela qual o café diminui o risco de desenvolvimento da diabetes tipo 2, dá conta um estudo publicado no “Journal of Agricultural and Food Chemistry”.

 

Em 2009, um artigo publicado nos “Archives of Internal Medicine” revelou que os consumidores de café apresentavam um menor risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2, que representa cerca de 90 a 95% dos casos de diabetes em todo o mundo. O estudo mostrou que os indivíduos que bebiam quatro ou mais chávenas de café por dia apresentavam um risco 50% menor de desenvolver este tipo de doença. Por cada chávena de café adicional o risco diminuía cerca de 7%.

 

Por outro lado, também já era conhecido que o polipeptídeo amilóide dos ilhéus pancreáticos, uma substância normalmente encontrada no pâncreas, pode por vezes depositar-se sob a forma de fibras amilóides, as quais são encontradas nos indivíduos com diabetes tipo 2.

 

Assim, neste estudo os investigadores liderado por Ling Zheng decidiram investigar se o efeito benéfico do café estava associada com a inibição dos depósitos do polipeptídeo amilóide dos ilhéus pancreáticos.

 

O estudo constatou que os três componentes mais comuns no café – o ácido caféico, ácido clorogénico e cafeína – reduzem significativamente a formação destes depósitos tóxicos.

 

“Os nossos resultados indicaram que o ácido caféico foi o que apresentou melhores resultados, seguindo-se do ácido clorogénico e cafeína”, revelou em comunicado de imprensa, Ling Zheng.

 

De acordo com os autores do estudo, dado que o café descafeinado contem níveis mais elevados de ácido caféico e clorogénico, o efeito benéfico deste tipo de café no desenvolvimento da diabetes tipo 2 pode ser ainda mais pronunciado.

 

Os investigadores alertam contudo que esta investigação foi só realizado em cultura de células. Desta forma serão necessários mais estudos para comprovar se o mesmo acontece nos seres humanos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.