Porque acordamos todos os dias?

Estudo publicado na “Science”

10 outubro 2011
  |  Partilhar:

Já se interrogou por que é que acordamos todas as manhãs? Investigadores americanos identificaram um novo componente do relógio biológico, um gene responsável por “acordar” o relógio biológico todas as manhãs.

 

O relógio biológico acelera o nosso metabolismo todos os dias, iniciando funções fisiológicas importantes que comunicam ao nosso corpo que é hora de acordar. A descoberta deste novo gene e o mecanismo pelo qual inicia o relógio todos os dias pode ajudar a explicar as bases genéticas da insónia, envelhecimento e doenças crónicas, como o cancro e a diabetes. Uma das proteínas que tem um papel fundamental no nosso relógio biológico é a PERIOD (PER).

 

O número de proteínas PER existente em cada uma das nossas células aumenta e decresce a cada 24 horas. As células utilizam, assim, o nível de proteína PER como um indicador da hora do dia e informam o nosso corpo quando deve dormir ou estar acordado.

 

Estudos anteriores já haviam descoberto que os níveis da PER atingem o seu pico no início da noite e decai ao longo da noite. Esta diminuição faz com que os sistemas biológicos abrandem, ou seja, a nossa pressão arterial diminui, assim como a frequência cardíaca e os processos mentais. Mas o mecanismo responsável pelo aumento dos níveis da PER, novamente todas as manhãs, ainda permanece um mistério.

 

Neste estudo, publicado na revista “Science”, os investigadores do Salk Institute for Biological Studies, na Califórina, descobriram que o gene KDM5A codifica uma proteína, a JARID1, que funciona como um interruptor do circuito bioquímico que mantém o nosso ritmo circadiano. Ao estudarem os mecanismos genéticos subjacentes ao ritmo circadiano dos humanos, dos ratinhos e das moscas da fruta os investigadores descobriram que a JARID1 é essencial para o ciclo normal, tanto a nível celular como em termos do comportamento do organismo.

 

Agora que os cientistas liderados por Satchindananda Panda já perceberam por que é que acordamos todos os dias, já podem investigar qual o papel da JARID1 nos distúrbios de sono e nas doenças crónicas, o que poderá conduzir a novos tratamentos para estas doenças.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 5Média: 4
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.