Por que motivo os bebés ficam doentes com frequência?

Estudo publicado na “Nature Immunity”

10 agosto 2012
  |  Partilhar:

É crença geral que, tal como os bebés aprendem a andar e a falar, também a sua capacidade em combater infeções virais se desenvolve com o crescimento. Contudo, este estudo publicado na revista “Nature Immunity” dá conta que a capacidade de lutar contra as infeções é inata e está presente logo desde a nascença.
 

Os investigadores da University of Michigan Health System, nos EUA, constataram que existem sinais celulares-chave que inibem o crescimento de células imunitárias essenciais no início da vida. Assim, o bloqueio destes sinais poderá aumentar a capacidade da resposta à infeção.
 

“O que acontece logo desde cedo é que tal como outras células do sistema imunitário, as células Natural Killer (NK) apenas atingem um completo grau de maturação na idade adulta”, explicou em comunicado de imprensa, a líder do estudo, Yasmina Laouar.
 

“Assim, até atingirmos essa idade o sistema imune é imaturo e não é capaz de proteger completamente contra as infeções, esta é a razão pela qual os bebés e as crianças são mais suscetíveis às infeções”, acrescentou a investigadora.
 

O sistema imunitário das crianças ainda não foi totalmente compreendido, não sendo a comunidade científica capaz de explicar por que motivo a resposta das células NK não é eficaz. Neste estudo, os investigadores descobriram que a proteína fator de transformação de crescimento beta (TGF-ß) está envolvida neste processo.
 

A TGF-ß é uma proteína que controla a diferenciação e proliferação celular, bem como outro tipo de funções na maioria das células. Neste estudo, os investigadores demonstraram que a produção das células NK era também controlada pela TGF-ß, que é produzida na medula óssea.
 

Os estudos realizados com ratinhos, com poucos meses de idade, mostraram que a maturação destas células ocorria mais rapidamente na ausência do TGF-ß. Na idade adulta, os animais tinham 10 vezes mais células maduras, caso a sinalização via TGF-ß fosse bloqueada.
 

Os investigadores concluem que é tentador propor a inativação funcional do TGF-ß como forma de reverter a ação deficiente das células NK no início da vida, contudo na sua opinião são necessários mais estudos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.